(Source: frombendedknee)

(Source: 24por24)

“Por tudo que há de mal no mundo, nós merecemos o máximo do bom. Sem culpa!”

(via eternamentecaio)

“Bem mais que o tempo que nós perdemos.
Ficou pra trás também o que nos juntou.”

Skank.  (via effingos)

“Você virou pra mim, riu alto e disse que eu era a melhor coisa que tinha acontecido na sua vida todinha. E eu pensei na hora: puta que pariu, a gente precisa de umas mentiras sinceras dessas na vida pra poder continuar.”

Vinicius Kretek.  (via thenshesmiled)

(Source: effingos)

“A gente alonga a história, nem que seja para dizer que chorou. Porque terminá-la, colocar um ponto definitivo, é duro demais. A gente vira dor para não virar fim.”

Camila Costa (via palavrisses)

(Source: camilacosta)

“Você pode fechar os olhos para as coisas que você não quer ver, mas você não pode fechar o seu coração para as coisas que você não quer sentir.”

Linkin Park (via palavrisses)

(Source: sombreou)

“Guarda estes versos que escrevi chorando como um alívio a minha saudade, como um dever do meu amor; e quando houver em ti um eco de saudade, beija estes versos que escrevi chorando.”

Machado de Assis (via palavrisses)

(Source: oxigenio-dapalavra)

“Cê me deixa maluca, sabia? Às vezes queria nunca ter te conhecido, às vezes até penso que tô deixando de te amar, mas sei lá, eu tinha que tentar. Se eu não tentasse iria carregar o peso de não ter aproveitado a oportunidade de ficar pra sempre com alguém, alguém que poderia ser meu “príncipe encantado”, mas não foi bem assim. A gente se ilude, investe tudo em um futuro incerto que parece que vai dar certo e de repente pá, é como se a realidade desse uma “voadora” em nós. Eu bem que queria, queria muito não ter te conhecido, mas no seu lugar eu conheceria outro cara que faria a mesma coisa, eu sofreria o mesmo tanto ou até mais. Não dá pra evitar esse tipo de ilusão, é um tipo de “acorda pra vida, sua otária, não existe mais esses amores de conto de fadas”, mas ao mesmo tempo é um “vai, tenta só mais uma vez, quem sabe você não acerta”.”

Palavrisses  (via simetria)

(Source: palavrisses)

“Minha mãe sempre diz: Não há dor que dure para sempre! Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos. E apesar de saber de tudo isso porque algumas dores duram tanto?”

Chico Buarque (via thenshesmiled)

(Source: verseando)

“Te guardo na alma, porque um dia o coração para de bater…”

nasciprasersua.  (via evidencias-doamor)

(Source: romanceais)

adocicado:

so cuteee

(Source: unusuallytypical)

“Você combinou de jantar com a namorada, está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre. Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente? Não sei de onde tiraram esta idéia: morrer. A troco? Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente. Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente. De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis. Qual é? Morrer é um cliche. Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas. Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira. Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu. Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas e mulheres magras e morre num sábado de manhã. Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmo jeito. Isso é para ser levado a sério? Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem-vindo. Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas. Ok, hora de descansar em paz. Mas antes de viver tudo, antes de viver até a rapa? Não se faz. Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero. E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça.”

Pedro Bial 
(via baudepoesias)

(Source: versos-de-janeiro)

“Você nasceu no lar que precisava nascer, vestiu o corpo físico que merecia, mora onde melhor Deus te proporcionou. Você possui os recursos financeiros coerentes com tuas necessidades, nem mais, nem menos, mas o justo para as tuas lutas terrenas. Seu ambiente de trabalho é o que você elegeu espontaneamente para a sua realização. Teus parentes e amigos são as almas que você mesmo atraiu, com tua própria afinidade. Portanto, teu destino está constantemente sob teu controle. Você escolhe, recolhe, elege, atrai, busca, expulsa, modifica tudo aquilo que te rodeia a existência. Teus pensamentos e vontades são as chaves dos seus atos e atitudes. São as fontes de atração e repulsão na jornada da tua vivência. Não reclame, nem se faça se vítima. Antes de tudo, analisa e observa. A mudança está em suas mãos. Reprograma tua meta, busca o bem e você viverá melhor. Embora ninguém possa voltar e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”

Chico Xavier - 02 de abril de 1910 (via estigmato)

(Source: refloresceer)